09 janeiro 2006

 

Os livros mais votados. Lista já publicada no «Mil Folhas»

Entre 22 de Novembro e 31 de Dezembro, os telespectadores do programa “Livro Aberto” (RTPN) votaram, por correio electrónico e no blog do programa, nos melhores livros de 2005. Em quatro áreas distintas: ficção portuguesa, ficção estrangeira, poesia e ensaio. Apenas com uma regra: os livros teriam de ser publicados para o circuito de livraria durante o ano de 2005.

Cada votante poderia escolher até cinco títulos por secção – de onde resultou uma primeira lista de cerca de cem livros, divulgada nos primeiros dias de Dezembro. Os dez livros mais votados por área, durante todo o mês de Dezembro e até ao dia 5 de Janeiro (quinta-feira passada), formam estas quatro listas de finalistas. Até à próxima quarta-feira, 11, os leitores do “Mil Folhas” e os telespectadores do “Livro Aberto” poderão efectuar a sua votação final de onde resultará a lista definitiva (a publicar no próximo sábado no “Mil Folhas”) e uma emissão especial do programa.

As votações podem ser encaminhadas para o endereço de correio electrónico livroaberto@gmail.com.


São as seguintas as listas dos livros mais votados:

POESIA
1. T.S. Eliot, Prufrock e Outras Observações (Assírio & Alvim) [143 votos]
2. Ezra Pound, Os Cantos (Assírio & Alvim) [131 votos]
3. Nuno Júdice, Geometria Variável (Dom Quixote) [92 votos]
4. William Blake, Sete Livros Iluminados (Antígona) [88 votos]
5. Konstandinos Kavafis, Os Poemas (Relógio d’Água) [88 votos]
6. Rui Costa, A Nuvem Prateada das Pessoas Graves (Quási) [84 votos]
7. Armando Silva Carvalho, Sol a Sol (Assírio & Alvim) [82 votos]
8. J. Tolentino Mendonça, Estrada Branca (Assírio & Alvim) [78 votos]
9. Rainer Maria Rilke, O Livro das Imagens (Relógio d’Água) [75 votos]
10. Helder Moura Pereira, Mútuo Consentimento (Assírio & Alvim) [74 votos]


ENSAIO

1. Susan Neiman, O Mal no Pensamento Moderno (Gradiva) [135 votos]
2. George Steiner, A Ideia de Europa (Gradiva) [114 votos]
3. Rui Tavares, O Pequeno Livro do Grande Terramoto (Tinta da China) [112 votos]
4. Maria Filomena Mónica, Bilhete de Identidade (Alêtheia) [102 votos]
5. José Pacheco Pereira. Álvaro Cunhal. Uma Biografia Política, vol.3 (Temas e Debates) [97 votos]
6. Francisco Umbral, E Como Eram as Ligas de Madame Bovary? (Campo das Letras) [58 votos]
7. Eduardo Lourenço, A Morte de Colombo. Metamorfose e Fim do Ocidente como Mito (Gradiva) [45 votos]
8. Isaiah Berlin, Rousseau e Outros Cinco Inimigos da Liberdade (Gradiva) [44 votos]
9. H.L. Mencken, Os Americanos (Antígona) [34 votos]
10. Pietro Citati, Israel e o Islão. As Centelhas de Deus (Cotovia) [32 votos]

FICÇÃO ESTRANGEIRA

1. Philip Roth, A Conspiração contra a América (Dom Quixote) [194 votos]
2. Ian McEwan, Sábado (Gradiva) [189 votos]
3. Homero, Ilíada (Cotovia) [188 votos]
4. Enrique Vila-Matas, Paris Nunca se Acaba (Teorema) [185 votos]
5. W.G. Sebald, Os Emigrantes (Teorema) [172 votos]
6. Gabriel García Márquez, Memórias das Minhas Putas Tristes (Dom Quixote) [144 votos]
7. Richard Zimler, Goa ou o Guardião da Aurora (Gótica) [142 votos]
8. J.D. Salinger, À Espera no Centeio (Difel) [131 votos]
9. J.M. Coetzee, No Coração Desta Terra (Dom Quixote) [121 votos]
10. Alan Hollinghurst, A Linha da Beleza (Asa) [120 votos]


FICÇÃO PORTUGUESA

1. Fernando Campos, O Cavaleiro da Águia (Difel) [138 votos]
2. Agustina Bessa-Luís, Doidos e Amantes (Guimarães Editores) [136 votos]
3. José Saramago, As Intermitências da Morte (Caminho) [124 votos]
4. Francisco José Viegas, Longe de Manaus (Asa) [119 votos]
5. Rodrigo Guedes de Carvalho, A Casa Quieta (Dom Quixote) [94 votos]
6. Gonçalo M. Tavares, Jerusalém (Caminho) [92 votos]
7. Pedro Almeida Vieira, O Profeta do Castigo Divino (Dom Quixote) [89 votos]
8. Hélder Macedo, Sem Nome (Presença) [83 votos]
9. Frederico Lourenço, A Formosa Pintura do Mundo (Cotovia) [76 votos]
10. José Sasportes, Os Dias Contados (Dom Quixote) [75 votos]


Comments:
onde é que anda o d.quixote? o livro, não a editora.
 
Caro JPT,

Também já me deparei com essa pertinente interrogação. Vai daí, em Junho, emeilei a editora perguntando: Onde está o site?
Resposta: «Lamentamos mas de facto ainda se encontra em construção o site da D.
Quixote; pode no entanto consultar o site da Bertrand e da FNAC onde também
pode encontrar os nossos livros disponíveis.
»
Abraços literários,
André Moura e Cunha
 
Falta aqui, talvez culpa minha que não votei, na categoria de não ficção, a colecção Reis de Portugal do Circulo de Leitores. Não sei qual o título individual que destacaria (tenho seis, mas ainda não li nenhum), mas acho digna de nota a proeza de coligir as biografias de toda a realeza portuguesa. Fica a nota!
 
Para além do site perdido, acho que Cervantes se ficou pela 1.ª lista, a de 12 de Dezembro!
 
Epá, desculpem o tom populista, mas, F.J.Viegas, tudo bem. Saramago, idem aspas. Um G.M.Tavares, sim senhor. Agora (nº5)R.G.Carvalho - "A casa inquieta"!?? Não vamos brincar com a literatura.
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?